A Engenharia a Serviço da Saúde, no Combate ao Ruído Urbano

ruidoambiente_fortaleza

A urbanização do Brasil atingiu a maior taxa da história, representando 84% da população morando em cidades, conforme o censo de 2010. Esta crescente vem agravar problemas de poluições, como água, ar e também a sonora.

A poluição sonora é pouco considerada em programas de melhorias, porém esta é responsável por diversos males ao longo da vida do ser humano. A proliferação das indústrias, aumento do tráfego de automóveis, caminhões, motocicletas e da construção civil, têm contribuído para este grande problema ambiental.

E como a engenharia pode contribuir e atuar a serviço da saúde pública?

Cada dia mais o ser humano está submerso em ruído, perdendo o silêncio. A exposição involuntária a níveis de ruído para os quais não estamos preparados pode ter graves consequências a nível psicológico e mesmo para o aparelho auditivo pelo esforço para abstrair o barulho ao seu redor.

A preocupação com a poluição sonora é recente, em 2007 criou-se o mapa de ruído, que permite identificar o nível de ruído que ficamos expostos em determinados locais. É um trabalho a longo prazo e cuidadoso. O primeiro passo é identificar as fontes de ruídos, se for proveniente do trânsito, calcula-se a quantidade de veículos, identifica-se os tipos de automóveis, velocidades e medidas. Em seguida é verificar a energia liberada por estas fontes identificadas e através da tecnologia, um software específico e com a topografia do terreno, é desenhado o mapa que associa cores a diferentes níveis de ruídos.

Após a identificação dos pontos críticos é hora de agir, no Brasil, por exemplo, a única cidade que tem o mapa de ruído é Fortaleza. O projeto vem sendo estruturado desde 2006 e vem contribuir tanto com a população quanto com o poder público, para que conheçam quais as áreas da cidade estão mais ou menos afetadas pela poluição sonora. Com essa ferramenta é possível avaliar como alterações nas vias tráfego, sejam duplicações, mudanças de sentido de fluxo, criação de novas vias, ou implantação de indústrias, shoppings, estabelecimento comerciais diversos, entre outros, podem impactar em termos de ruídos nas suas proximidades.

http://www.bellevue.com.br/esquadriasempvc

Fonte: Anima Acústica

Deixe um Comentário